quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Toda a luz do teu olhar


O meu lado escuro você nunca descobrirá
Nem deverá
Sou perigosa demais para que confie em mim
Costumo brincar com a sorte
e do azar nada temo
Já vivi o suficiente pra saber que ele é espectador!

E vive à espreita
Como o poder, o prazer e a dor!
o meu amor você nunca terá
Pelo menos não da forma correta
Não da forma conveniente
Nem da maneira como deveria
O meu amor é como erva daninha
cresce e destroi tudo ao redor


A minha dor é só minha
e eu não a quero dentro de ninguem
a não ser de mim mesma
já sei como suporta-la
E agora que você parece se importar
temo o que virá acontecer


O meu poder de te seduzir será a tua desgraça
O beijo que inebria
O calor que acende
O corpo que castiga

Seu amor é uma espécie de veneno
que quanto mais se bebe, mais se quer morrer dele
Mas eu tento te frear
Tomando minha dose diária de esquecimento
Tentando te afastar de meu pensamento
E essa minha maneira de te matar dentro de mim
É que por sua vez, acaba me matando!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

...




Em cada olhar


Guardei

o que aqui fora não posso deixar

E que que cá dentro

já não cabe mais



Coloquei

Na estante de trofeus

não por ser mais um

Mas por ser o unico

Que vale a pena guardar



No jeito certo de saber esperar

O que sacramentalmente meu coração sentenciou como

certo

E acolher o que

Coloquei

em minha vida!



Você!

Meu pedaço de mim

E sem saber como ser

Eu mesma

Me perdi

quando te achei

Enquanto via você

Queimar aqui dentro



O que cá fora não existia!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Porque você vale muito!

Não sei ao certo o que fiz pra passar o status de "sabe muita coisa sobre relacionamentos", mas a verdade é que muita gente me pergunta qual atitude tomar diante de impasses amorosos.
Eu realmente não sou nem um pouco gabaritada pra falar sobre este assunto, até porque já tive muitos altos e baixos, de sofrer como uma refugiada de guerra, e também de ser tão indiferente e fria como um iceberg.
Mas, de alguma maneira que não sei bem como explicar, nunca tive problemas em ter alguém que estivesse interessado em me conhecer mais. Não, não estou de forma alguma dizendo que a explicação é porque eu sou bonita (mentira), inteligente(mentira), ou qualquer outro adjetivo que possam me qualificar como a "última bolacha do pacote", mas acho que descobri, depois de sofrer com coração partido, o que eu tinha feito de errado e decidido mudar radicalmente.Depois dessa mudança, as coisas ficaram bem mais fáceis, e até mesmo previsíveis, o que me dá uma certa autonomia em falar, mesmo que eu não tenha nenhuma tese para comprovar.
Bom, depois de ter me ferrado há algum tempo, ao invés de ficar chorando o tempo todo (eu realmente nunca suportei a idéia de chorar por alguém que me rejeitou), eu fui fazer terapia, comprei pilhas de livros, conversei com muita gente e rezei. Não sei se isso tudo realmente ajudou, mas o que realmente mudou minha forma de encarar as coisas foi o jeito como percebi que ‘para se gostar de alguém, é preciso antes não precisar dela!’.
Comecei a não ter medo de ser eu mesma, e aposentei as máscaras que me faziam ser quem eu achava que devia ser. Comecei a estudar com um afinco muito maior, em descobrir que meu futuro dependia apenas de mim. Devorei livros de filosofia, psicologia, romances e best-sellers que sempre quis ler, mas nunca tinha tido tempo, simplesmente porque quando estava envolvida com alguém, o mundo era resumido (e reduzido) àquela pessoa. Nunca me esqueci da frase que me impulsionou nesta época: "Transforme-se no homem com quem você deseja se casar". E foi isso que eu fiz. Mas continuei usando salto e batom, e a chorar com "doce novembro".
Antes que esse post se transforme em um confessionário, o que posso dizer é que desde que comecei a me interessar muito por mim mesma, e a investir em me tornar alguém muito melhor pra mim, e não pra alguém, a qualidade da minha vida amorosa subiu muito de patamar,embora eu não tenha uma vida amorosa, de fato.
Descobri que homem não suporta mulher que não se valoriza.
Muita gente diz que "não suporta joguinhos", do tipo que espera umas 4 horas pra retornar uma ligação "para bancar a difícil". Não acho que é assim. É bem diferente "bancar"a difícil e realmente ser difícil. É bem melhor retornar uma ligação depois quando realmente se tem outros afazeres, do que simplesmente se martirizar durante uma eternidade só pra parecer que não está disponível. Pior que isso é ligar antes dele, e dizer que está com saudades.
Isso não faz ninguém se apaixonar (mulheres, quem aqui gosta de homem pegajoso?). Pelo contrário, gente disponível demais cansa. Não sei bem por que homens gostam tanto de caças, jogos e troféus, mas pensar que homem não tem prazer (muito mais que nós) na arte de conquistar uma mulher é bobagem. Tudo bem, pra nós mulheres não há mal algum em abrirmos o verbo e dizer o que gostaríamos, o que estamos sentindo, etc, etc (outro detalhe: a gente não precisa falar tanto), mas homem funciona diferente. Enquanto ele não souber que você foi conquistada, ele não vai descansar. E como "fingir" que ele não a conquistou? Simplesmente não finja. Mas não se deixe conquistar fácil. Mulher que presta não é muito fácil de encontrar. E se você for uma delas, faça jus ao seu valor.
Esqueça do ditado "homem bom tá difícil", e ao invés de se submeter, mude o ditado para "mulher boa tá difícil"e se valorize. Se valorize antes, durante e depois de um relacionamento.
Antes: não faça um esforço hercúleo pra conquistar alguém ou para ter uma chance de ter um segundo ou terceiro encontro para se fazer conhecer. Homem que vale sua atenção geralmente é aquele que naturalmente se interessa em conhecer você melhor.
Sossegue o facho se ele não ligar, e nem se sinta rejeitada se isso acontecer. Na verdade, toda mulher deveria se sentir aliviada quando um cara que a beijou na noite anterior não liga no outro dia, pois ela se livrou de um mala em tempo recorde e ele mesmo se encarregou de dar o fora, o que economiza nosso tempo.
Não ligue, não fale muito sobre suas questões pessoais, não se entregue logo (em todos os sentidos). Lembre-se sobretudo do dito popular que diz que homem não pensa antes da "entrega",mas pensa depois, enquanto a mulher pensa muito bem antes e depois não pensa mais.
E se apenas desempenho sexual segurasse alguém as garotas de programa certamente estariam com muitos pretendentes a marido na fila.
Durante: Seja companheira, divertida, amorosa. O que é bem diferente de ser carente, insegura, pegajosa. Ou, ao contrário, ser dominadora, achar que o namorado é um escravo predestinado a satisfazer suas próprias vontades. Encontrar um equilíbrio é um desafio, mas eu suponho que tentar é um caminho seguro. Pelo menos, é divertido tentar abrir mão da possessividade e da carência e se descobrir livre, não dependendo de alguém para se sentir bem consigo mesma.
Depois: Se você não foi uma boa namorada, aproveite para ser a melhor ex-namorada que já existiu. Nada de rastejar por alguém que não nos ama mais, ou insistir para que o passado tenha ultratividade (termo jurídico, desculpem), ou seja, fazer com que o que existia continue a existir da mesma forma. Não adianta mudar o rumo das coisas. Se acabou, é porque já tinha terminado há mais tempo e ninguém percebeu até que o estalo soou de alguma forma. Então, mantenha a dignidade e acredite que o que vem pela frente SEMPRE é muito melhor (se há alguma frase que eu gostaria que vocês acreditassem é nessa).
Bom, já escrevi muito e tudo isso pareceu bem auto-ajuda, o que para muitos, é repulsivo.
Mas senti necessidade de escrever sobre o assunto diante de algumas dúvidas femininas típicas.
E sobre a conclusão de por quê dizer tudo isso, eu relembro aquela propaganda da L'oreal-Paris em que a Penélope Cruz diz, no final:

"Porque você vale muito!"
[O texto não é meu, mas devido à grande identificação com o mesmo, me atrevi a fazer pequenas modificações para dar mais sentido!]

Essa cor que me fascina


Essa cor que me fascina

Não tem nome de lugar nem de estado
Está apenas dentro de mim
Como um pedaço de mim, que está lá
Nos lugares por onde esse amor ufânico passa
Sem xenofobia, sem hierarquia!
Para amar a um, não necessariamente precisa detestar o outro
Para ser verdadeiro, não precisa ser inerente
Nem tampouco, pra sempre!
Precisa apenas que seja intenso
Sei te amar, Paraiba, como a uma mãe
Te prestar as honras pertinentes à uma grande nação
Embora essa, seja pequena aos olhos da multidão
Sei te respeitar não por me dar orgulho
Mas por ser meu orgulho
E já não me importo com os xenofobicos
Que vêem na cor que te pinto
Uma vergonha para quem te ama
Amo a totalidade da tua mãe maior
A nação Brasil
Que não tem cor, nem começo
Nem fim nem lamento
Nem capitania!
És para mim retrato de amor
Pintada com cores diferentes
Verde, branco e grená
E ja não me importo com o reclamar dos descontentes
Os irmãos aqui do lado
Que fazem da grande recife
Capital de um amor de xerife
Onde não se pode dedicar
A nada que aos seus arredores nao pertença!
Santa ignorancia!

Como a cruz diária



Deus passou o dia inteiro comigo hoje

Veio em forma de luz, como um vaga-lume

a iluminar a noite cinzenta e triste

Me acordou com perfume de casa limpa

Depois, passou entre meus pés

com os pêlos do bichano a me fazer cócegas

Não satisfeito, me fez comer macarrão

E escrever uma carta pedindo perdão

E me livrou de ambas as culpas

Deus hoje me falou em vozes femininas

talvez as taurinas sejam a força de que o mundo precisa

Ainda que eu desconfie da posição das estrelas

e do Cosmos nisso tudo


Literário,Deus me fez ler alguns

trechos de livrospara acalmar o terremoto

que estava por vir

Me abriu os olhos para os evangelhos contemporâneos

aqueles que não estão na Bíblia

mas invadem livrarias

em forma de prosa e poesia

Deus me fez pensar que após a plenitude pode

(e há de) vir o declínio

Mas isto não se tornará um hábito

Porque alcançarei um equilíbrio

Deus me disse hoje, quase sussurrando,

em forma de canção do Bon Jovi,

mas ao invés do "I´ll be there for you"

Ele me diz: "Eu estou aqui por você."




Incrivel, não?!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

O prejuizo de amar


Você vai ver que toda vez que sentir esse frenesi na alma, será amor.
Será amor não por ser infindo e bonito.Reciproco? Talvez, espero que tenhas sorte!
Saberá que é amor, porque o prejuízo de amar é notório à sua e à vida dos outros. O prejuízo de amar , é se doar pelo outro, é ser chamado de louco e insano, e parecer estar recebendo um elogio.Não tente entender o por quê disso, tente apenas sentir.A beleza de amar, inclui muito mais do que estar ao lado.É o esconder lá dentro o que cá fora pode atrapalhar toda uma vida.É pretender algo sem a obrigação de que se concretize.O prejuizo de amar vai alem das barreiras do consentimento geral.Você não precisa da aprovação de A ou B para que seja verdade.Desista de entrar na essencia desse amor, buscando uma explicação lógica para continuar tendo esse prejuizo todo dia sem lamurias! Entenda, se alegre com cada prejuizo, pois é em cada um deles que você descobre o que de mais bonito há dentro de você! E dai se está a perder credibilidade ante muitos? Estás a ganhar o que de melhor uma pessoa poderá receber nessa vida: a graça de amar!Uma vez eu amei de verdade, e acredite você ou não, é uma espécie de crônica sobre o inferno com o próprio Deus como autor. Paradoxal, não? Mas explico...

Crônica porque tem carater informativo: você não ama para esconder em subterfúgios da alma, ou ama? Isso é algo que quando bate, a premissa é de logo espalhar, e fazer ser visto pelo objeto desse amor.Crônica, porque como em toda cronica, o objeto em destaque não é abordado apenas sob um prisma, e nesse caso, tenha a certeza de que amar foi, sem duvidas, uma forma de enxergar um mundo sob diferentes olhares.

E o autor? É Deus... Mas por que Deus?
Porque não existe outra deidade capaz de definir isso. Não existe força mais perfeita para ter cacife ao falar de amor
E o fato de ser sobre o inferno?
Já tentou amar??

Acho que dispensa mais explicações...

O prejuízo de amar é saber que se doar e se rasgar de dor, é sentir na pele toda a essência de um sentimento que as vezes nem é correspondido, nem é tão bom de vivê-lo tampouco sabe que é amor, mas só por existir, torna a nossa existência algo mais interessante... Boa sorte!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Amor embalado


Há pessoas que simplesmente não conseguem se expressar
Há aquelas também que pisaram na bola
[e não sabem mais como se expressar...]

Pra todas essas e outras mais, vem ai
'Amor, oh amor'

Você nos conta a história. Nós criamos o momento!
Uma empresa diferente
Qualquer duvida, mail-me:
kah_vierbrunen@hotmail.com


Como coisa tua


Me concede essa dança!
Eu já nem posso mais voltar atrás
Posso te pedir um beijo?
Já se faz necessária a presença de sua boca aqui!
Eu já nem sei mais dizer adeus
Como antes ensaiei sem parar
Você já faz parte de mim
assim como me tornei parte de alguma coisa tua
dentro de ti
como um amor louco a pulsar
Sem delongas
eu Te processo o beijo
Da tua boca, não sobrará nem o desejo
de me ter, como coisa tua
de Meter a lingua, como coisa minha
o espaço vazio onde se esconde a lua!
Quero te sugar a vida
Do que antes era, nada mais será
Quero te comportar tudo
o que dentro de mim não cabe mais esconder
És de longe a melhor coisa
e de perto, o pedaço que de alguma forma falta
Embora não tenha começado contigo
Embora não seja de tamanho sentido
Embora tenha começado ontem...
Por favor, fique!
Eu não quero nem de longe que você se vá
Não foi ontem que te disse isso
Nem será amanhã!
Prometo fazer dos dias algo a mais
25 horas!
Uma a mais
só pra te fazer desejo!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Contrários

'Não, foi ontem que eu disse não, mas quem vai dizer tchau?'
É necessário o adeus
O dizer até logo se faz necessário
O pra sempre, sempre acaba
Ou simplesmente o pra sempre nunca existe
E quem diria que esse dia chegaria?
Um diamante virar carvão!
Eu te amo da forma mais singela
Mas guardar isso aqui dentro
não impede que vire pedra
que perca o brilho
e volte a ser carvão!
Prefiro me calar
Dizer adeus
Moldar a realidade à minha realidade
Qual a diferença entre destino e ilusão?
Quando você sabe que já ultrapassou essa faixa?
Quando foi que eu deixei de te amar?
Não, nem de longe deixei
Mas quem disse que quero mais te amar ?
Não. Não mais

Quem vai dizer tchau?




A gente não percebe o amor, que se perde aos poucos, sem virar carinho

Guardar lá dentro, amor, não impede que ele empedre mesmo crendo-se infinito!

Tornar um amor real, é expulsá-lo de você, para que ele possa ser de alguem [?]

terça-feira, 20 de outubro de 2009

The Power Of GoodBye



'Your heart is not open, so i must go...'
8 days and counting

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Codinome : Amor


!
Faz silencio
Não faz barulho!

Faz só amor
Que na banheira onde se faz espuma
Quero te beber por onde sai calor

Não faz assim
Geme, finge que não me come
Tira essa roupa
Que eu quero minha boca
Nesse corpo de homem

Me abraça forte
Sente-me como quiser
Quero sua boca
Me fazendo sentir mulher

E no chão desse banheiro frio
Quero que me invada sem perdão
Pedaços pequenos de paixão
E muito resto de tesão

Que começou na noite passada
Em cima da cama, por baixo da escada
Embaixo do céu
No céu da sua boca

Sem luz nem vela
Só com tua boca nela
Só com minha língua lá
Na cabeça por onde passam desejos

Me come, me devora, me deseja!
Faz de mim a tua bandeja
Mas não esquece que estamos no banheiro
Espaço do teu desejo

Cenário onde viro sua
Santa puta!

Suflar


Se você se pegar amando, não tente consertar! É estranhamente bom estar apaixonado! Afinal, você fica mais leve, come chocolate sem culpa, veste azul com amarelo e pensa estar À La Mode. É um misto de sensações que diferem do trivial pseudo-viver que nós estamos acostumados. E se você provavelmente se encontrar apaixonado, não relute! Reze apenas para que seja verdadeiramente interessante e potencialmente longe das vitrines comuns do dia-a-dia. Veja por você mesmo, encare sozinho. Amar é o entrar no ônibus lotado e rir da conversa das senhoras que reclamam do atraso do coletivo. É molhar o cabelo na chuva depois de passar o dia inteiro no salão e não se chatear... É estar bem longe e alem das expectativas da ONU de pessoas tristes e deprimidas. É pieguice de dizer palavras soltas, melosas e românticas e não se sentir ridículo. É ser intenso, para que seja verdade. É a guerra de travesseiro, o vinho nas noites frias de agosto... É a partida, é a chegada! É o espírito natalino que nos antecede 334 dias por ano...
Amar é metaforicamente a alegria de estar vivo.
Mas se nada disso te importar, ainda resta à chance de tentar, de arriscar uma chance de se realizar nessa vida tão vazia e cheia de princípios insólitos... Que seja infinda a sua tentativa. Que você encontre o alguém que te faça ansiar pela noite, que te faça morrer de amor, e de rir, sejam quaisquer os assuntos. Que você pare de girar em torno de si e encontre bem ao lado, o que pela vida inteira buscou: a realização de estar ao lado de alguém que te faça verdadeiramente feliz...
Que Deus abençoe esse momento...
Que seja magnífico...
Que você não tenha medo, embora amar seja que nem brincar de amarelinha: o céu e o inferno vivem juntos! Um em cada ponta do traçado. Cabe a você, não pisar na linha!
Desligue os faróis e vá amar!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Hello...


'Sim, vamos falar besteira, embalar com um belo laço e vender como liberdade de expressão'


Cuidado com aquilo que voce esta fazendo de sua vida, por menor que ela seja.




A perfeição




Examina pois, se a luz que está em ti, não é treva! Se não é apenas, fogo de artificio.
Se não passa das seis pensando ser oito.
Se não vive de pedaços sacramentados,
De certeza inválida
Infundada
Incerta.



Vela
Velas acesas para te guiar
Vela teu sono
Velo teu corpo
Sob meu olhar
Velas acesas para iluminar
o que me acende: teu beijo
O que me afoga: tua boca
O que me excita: tua vida!



A certeza de que és 7, é que me faz ser sempre espectadora!







[Continua...]

Ha quanto tempo você já me ouvia dessa forma? Me fala um pouco disso.
Surpreenda-me com seus marcadores de tempo novamente, os mesmos que você usou para me marcar...
E tocar!
Olá! Ainda está ai?
Sempre soube que eu era assim?
Sempre ouviu meus sonhos?
Devaneios?
Anseios?
Desejos!
Como se chama isso mesmo?
Surpreenda-me com sua boca macia novamente, a mesma que você usou para me tocar...
E parar!
Será que ainda sente?
Eu não sei
Você sabe?
Fique longe de mim.Te odeio na mesma intensidade que te quero.
Indecisa...
Quero ver alem do permitido.Quero expulsar-te de mim, manter-te longe de meu cerne
Mas isso já não me é mais permitido!
Já passa das oito
Dos vinte minutos que perdurou o 'não te querer'
Nisso tudo,hoje só resta o medo do i love You.
De que isso ainda seja só um pedaço do que já fora
Que eu tenha te perdido para alguma Klã
ou simplesmente abafado o que Outrora fora verdade
Na tentativa de acertar...
Fique por perto!
Quero o desejo e te fazer ser meu na intensidade em que sou mais uma vez sua! Como nenhuma vez antes.Fique por perto.
Entenda que tudo isso não passa de uma forma desesperada de te fazer desistir de mim
A medida em que eu não desisto e rogo a Deus que você também não.
Onde você estava?

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Deixa a estação da cor, começar!!



-Oi?
Oi
Er, tudo bem?
Sim, está!
Que bom!
É
Está sozinha?
Não
Hm, e com quem está?
Com a Cookie
Ela ainda é viva?
Anham, por que? Preferia que estivesse morta?
Em absoluto! Apenas me espantei com a durabilidade dos labradores
Hum
O que faz?
Nada.Estava terminando de arrumar as malas
Pra onde vai?
Pro mundo!
Fazer o que no mundo?
Você me ligou realmente pra saber o que eu estou fazendo?
Não!
Então diga enquanto tenho paciencia para te ouvir...
Nossa
Nossa, o que?
Como você mudou!
Palmas para mim, então! Vai falar?
Sim, vou
Então, comece!
Eu te amo, Soraya
Hum, e?
E? Você acha pouco?
Igual da outra vez em que amava?
Não.Dessa vez, eu te amo com direito a publicação na Veja
Hum
Não vai me dizer nada?
Não
E por que? Você não pode ter me esquecido dessa forma!
Nem esqueci
E por que me trata com tamanha desídia?
Pra não deixar que mais uma vez você acabe com meu futuro
E eu acabei?
Anham
Você não foi, por não sentir vontade
Anham.E você esquece facil das coisas, hein Reggio?
Anham.Perdoe-me por não comer muito peixe!
Tenho que desligar.Meu vôo sai as 5h da manhã.
Ainda são 22h.Tens muito tempo.
Ainda tenho que arrumar alguem pra ficar com a Cookie.
Eu fico.
Pra você abandoná-la?
Não.Nossa como você está amarga!
A Cookie merece destino melhor
Eu fico com ela.Prometo.
Tá.Deixo ela ai antes de viajar
Posso ir agora, pegá-la?
Pode.
Ok.
Ok

E desligaram.Sem mais pesar, Soraya continuou arrumando as malas.Ignorou completamente o fato do amor de sua vida, está para chegar, e abordá-la vestindo uma roupa velha e de cabelo preso.Sentiu um frio na barriga.Certamente Reggio ainda retirava-lhe o folego, e ela não mais conseguiu arrumar as malas.Sentou na cama, e ficou esperando, enquanto a Cookie devorava um osso no pé da cama.Olhou pela ultima vez, a janela da lua, como preferia chamar.Um mister de saudade e tristeza a invadiu nessa hora, e ela quase desiste de ir a França.Mas por que? Por causa do Réggio? Definitivamente, esse filme ela já tinha visto.

A Campainha toca, e ela já sabia quem era.Exatos 25 minutos haviam passado desde que desligara o telefone.Soraya abriu, e nem se tocou de que a Cookie aguardava ao lado.Fugiu a primeira brecha da porta.

Volta Cookie!
Nossa, ela ainda corre tudo isso?
Cala a boca e corre atrás dela.

Sairam os dois, apressadamente, em busca da Cookie por todo o condomínio.Era escuro, mas a lua fornecia o brilho especial para que tudo não fosse mera coincidencia.Era frio e iluminado qual fora o dia em que ficaram no rancho dele.Sem duvidas, o universo conspirava mais uma vez...

Desisto! To exausta!
Não desisto!Vou atrás dela...
Vai, pega a Cookie

E Reggio correu tudo que suas pernas permitiam.Surpreendeu a Cookie na piscina, e a trouxe pela Coleira.Ela esboçava estar contente, embora a raça seja amistosa com todos, sem particularidades.Mas nessa noite, estaria mais por algum motivo.Soraya viu que ele a trazia, de longe, e seu coração novamente acalmou.A Cookie havia sido sua companheira em todos os momentos e não suportaria o fato de vê-la atropelada dentro do condomínio como a pequena Julie.

Cookie sua teimosa!
Não briga com ela.Agora ela não te pertence mais.
Poe ela dentro do carro!
Não vai me deixar nem me despedir de você?
Tchau.Foi um prazer!
Assim não, Soraya...

E soltou a coleira da Cookie, enquanto agarrou Soraya pela cintura, e oferecia a boca com gosto de saudade.Ela nada fez, a nã0 ser devolver o beijo com a intensidade que seu coração julgava amá-lo.Tudo, desde o primeiro minuto que o vira na casa da Alice, fazia com que ele tivesse o unico brilho capaz de ser visto pelo coração da garota.Nenhum outro a tocou na intensidade de Reggio.A Cookie dessa vez não fugiu, e ao lado deles, agora abraçados, permaneceu.A lua evidenciava que a noite não seria igual as demais.

Fica.
Pra que?! É melhor deixar tudo como está!
Fica Soraya! Dessa vez, eu tenho um motivo aparente.
Não fala assim...
Eu te amo!
E se amanhã acabar?
Nunca acabou.Essa é a verdade.

'Garota má'-Disse Alice, quando brincava com Soraya, na borda da
piscina, e ela jogara seu ursinho dentro d'agua. Dona Solange, ouvira os gritos
da garota e correu lá fora.Talvez algo não corresse bem.Percebeu, ao chegar lá,
que a Soraya ria enquanto Alice chorava.'O que haveria feito, minha filha?'
- Soraya tentava explicar que Alice havia puxado seu cabelo, e que ela
revidara, lançando o ursinho na piscina.
-Eu te ensinei isso, Soraya?
-Não mamãe!
-Então peça desculpas!
-Desculpa Alice!
-Você aceita, Alice?
-Anham!
-Eu odeio você, mamãe!
Solange ignorou.Apenas concentiu com a cabeça.
-Voltem a brincar.E mais tarde, vamos ao shopping comprar um ursinho
para você, Alice.

E saiu.Novamente voltou a casa.

-Soraya, eu desculpo você!
-Desculpa, Alice.
-Você quer brincar com essa boneca?

E voltaram a conversar...

A noite, antes de dormir, Soraya teve um pesadelo.A mãe havia jogado-a
na piscina, e ela acordou aos prantos!

-O que foi, Soraya?
-Mamãe, você me jogava na piscina e eu...sentia medo!
-Calma filha! Foi apenas um sonho...
-Você tá zangada comigo, mamãe?
-Claro que não, Filha! A mamãe te ama!
-Você deixou de me amar por que joguei o ursinho na agua?
-Não filha.
-E deixou de me amar por que eu falei que te odiava,
mamãe!?
-Não.Nunca deixarei.Essa é a verdade.

E ali, com a Cookie e a lua como testemunhas, Soraya e Reggio sacramentaram o que a vida por si só tratou de unir.Paris seria o palco? Não era necessário.Tinhamos sempre o Mont Martré para matar as saudades da terra do amor...

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Nothing as it seems




'Dont feel like home.Here is a little out...'
Nem tudo que reflete você, reflete a mim
Eu não sou um pedaço de seu brinquedo
Nem a fumaça e nem o cigarro
Não sou um pedaço de seu coração!
Quero ser ele inteiro!
Mas como você me sufoca!
Me come, me cospe e me beija!
Faz de mim sempre a tua bandeja
E despeja sempre teu mal humor!
De todas as linguas
Procuro sempre a tua
De todas as bocas
Palavras surdas
Mudas
E saio da tua vida
Com uma muda de roupa e muito de amor
Como a quem muito amou
e nada recebeu
A não ser retratos pequenos
Fotos, cartas
Todas sem cara e sem palavras
Sem verdade e sem lamento

Mas deixa eu te falar
o que na verdade eu teimo em esconder
Você não faz de mim
nem metade do veneno que eu digo tomar!
Querendo que você morra
Querendo que me perceba
Você é pedaço de mim
Nem é cinza nem cigarro
É todo resto de pecado
Que minha alma anseia!
Luxuria eterna!
Te como, te cuspo e te beijo!
Viro a tua bandeja
E desperto
o que de melhor há em ti
E de mim
Só me resta agora
Esperar
Que a sorte me procure
Que um dia nessa vida
eu mude
Pra que nunca mais
eu pareça ser,
venha a ser
como não sou!
Como tua!

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Presente? Não, passaporte!

Um bom pai,pensa no futuro de seu filho.
E pensando nisso, Evandro Mesquita lançou um livro [o que não quer dizer, que fora recentemente] com um passaporte para a boa educação das crianças brasileiras:

São histórias, momentos e pedaços de tempo que marcaram a História de um pequeno garoto, que descobriu que paixão tem cor, aliás, tres...

A vida era em preto e branco para aquele menino que nasceu peladeiro. Até que um dia, no Maracanã, o estádio todo se encheu de fumaça colorida, tricolor, e o Fluminense entrou em campo. Foi aí que ele descobriu que o Flu é mesmo pura emoção. Jogos, jogadas e vitórias inesquecíveis. O legítimo tricolor, o verdadeiro e único.


UM EXCELENTE PRESENTE PARA O DIA DAS CRIANÇAS!!


Because i wanaa...


Porque nem sempre falar besteira ao telefone é ruim

Porque nem sempre viajar com pouca coisa no bolso é sinonimo de furada

Porque nem toda palavra nova é errada.Nem sem sentido

Porque toda hora é hora de estar feliz.Não só porque você existe,mas porque me faz sentir viva

Porque só quem me faz sentir bem é você.E me faz sentir borboletas no ar...e no estomago!
Porque nem toda musica é vazia.Ela as vezes se completa com outra...

Porque sexo casual deve ser bom,mas sexo com amor deve ser ainda melhor

Porque me empurrar na parede sem proposito algum é bom

Porque te jogar na cama é maravilhoso...

Porque te querer é eterno...e isso é bom.To com vontade de você...

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

20/05/1983

Definitivamente uma obra de arte para ouvir! Conhece?

Surround Me With Your Love

3-11 Porter

Hello
Can you hear me
Please don't go
Where are you going
Conversations go over my head
Isolation has an ugly face
Surround me with your love
Understand me I need you now
Surround me with your words
Understand me I need your love
I need your love
I need your love

Hello
I'm so lonely
And it feels like disease
Come and stay, stay beside me
Stay always forever don't go
Surround me with your love
Understand me I need you now
Surround me with your words
Understand me I need your love

O demônio do bem


''Porque tudo isso é de verdade, e é livre de pretensão ou confinamento! É de fato, um ‘compêndio’ de situações e momentos que me fazem lembrar de você! De casos e acasos que por si só falam! ''

Quando eu te vi, logo que a coisa era feita pra durar.Não como as peças que compramos na esperança de que perdurem o tempo que for necessária a sua existência.Não como um encontro fortuito a beira de um ataque de amores: mas como algo sublime, subliminarmente feito para ser eterno.Dentro de meu peito, cá bate um filme que teima em não se repetir.Não haverá continuação tampouco outros personagens.Amo-te da forma mais intensa que meu ser conseguirá um dia servir de anseio para Deus.Ele sabe, e como sabe, o quanto eu sei te amar...Não tenho pretensão de fazer perdurar os anos que me virão findar a vida, mas luto com todas as forças para que ele nunca se apague,posto que não é apenas chama, mas vida!
Inspiração de meus devaneios, ânsias de minha alma...E por mais cliché que isso pareça, por mais piegas e pueril, eu clamo à tudo que possa me apegar nessa hora! Dê-me novamente.
Eu já nem sei mais quais são as flores e quais os desamores...

Amo-te da forma mais inimaginável, inenarrável e inefável
Porquanto os significados existirem
Somente enquanto houver semântica
Somente enquanto houver enredo
Perdure enquanto houver lamento
Acalme enquanto for destino
Sê pra sempre meu amor
Da cama pra mesa
Da sala pro quarto...
Meu amor é como um demônio do bem
Por mais paradoxal que isso venha a ser...
Vem, avassala, mas é amor...
E meu coração está sempre livre pra isso...

Mas o seu coração não está lá
Devo ir?
Ledo e ivo engano!

Bah!!!

Você não é a carta na manga, é o baralho inteiro!!!
Nem é o assessório do carro: é a fábrica de itens...
Tampouco o assunto de domingo: o fato que vai ao Fantástico!

Você é 'os gols da rodada' [e aqui me permita a licença poética]
Você é,são, sempre,sorrindo...
Você as vezes parece menino
Sempre me fazendo parecer Mulher...

Você faz parecer a esquina, um porto seguro
O porto, o além mar!
O mar?
Tudo que não será bastante
Nem dará pra mensurar
O quão inebriante
É o teu jeito de falar

E nem se eu quisesse
Não daria para te dizer
Tudo que cá dentro
guardo em segredo
Pra dor e lamento
de uma alma sedenta

Não se importe
Se contigo eu venha a estar
Nos caminhos que a vida reserva
De maneira imprópria
Incerta
Ou simplesmente, longe da posição
que deveria
És de longe, a pior parte de mim
E de perto, o pedaço que falta
Sê para sempre o que és
Mon Amie!


[CONTINUA]

Piano Part 1

[Clair de Lune - Debussy]

Essa possivelmente seria a letra, para a composição...

E se viver for mais além ...
Dos becos de meu coração
Terei assim a chance de
Conhecer o que sempre quis...
Quando ele apareceu...

E nada mais
Irá importar
Desde que você venha comigo
Mesmo que as cadeiras cativas estejam ocupadas
Mesmo que as fotos sejam meras coisas usadas
Sem me preocupar com lamento
Eu irei
Ao encontro do que é amor
Sem pesar
Nem pensar!
Ao amor
Eternamente!

Quero vivê-lo na intensidade da luz
Quero respira-lo, somente enquanto eu viver
Amar da forma mais estranha que possível seja
Para o entendimento das nações
e das maçãs!

E até quando eu for
e pra onde eu for
Somente enquanto eu respirar
Eu quero vivê-lo
Para que não perca nunca
O brilho desse amor...

domingo, 4 de outubro de 2009

Cazá Magiko

Se todas as turmas são mesmo boas eu não sei, mas essa é! A turma mesclada. Um mister de fidalguia das savanas com a hegemonia que brota das margens dos rios! Flui historia e tradição, funde força, raça e paixão: surge o amor com as cores de sangue e carne.Do preto original ao verde descomunal! Do amarelo que reluz um passado grandioso, que não passa, pois é eterno.E o branco? A Paz...

A paz que eles escondem por trás dos bastidores. A paz que faz torcedor se calar diante de um resultado vantajoso para um, em detrimento ao outro.A mesma paz que sela um amor inenarrável de anos, e que se deixa tocar com a mesma intensidade, por um novo.Eu tenho amor ao tricolor, e vou aonde você for Leão, só pra te ver jogar.Pode ser de difícil compreensão para alguns, mas é de extremo entendimento para quem verdadeiramente importa: meu coração Hexa colorido! É fato que um tem os tenros anos à frente, mas é fato também, que o outro foi abrasador à medida que foi verdade! Entrou sem pedir licença e hoje rouba a cena, de meus domínios e cernes. Faço-me condenada a dividir eternamente o peso desses dois escudos, que simbolizam não apenas instituições centenárias, mas também o retrato de um passado que me anunciava.Em 1902 eu fui traçada, em 1905, terminada! E esse esboço é o que diz quem sou hoje: alguém que verdadeiramente entende o significado de amar uma instituição, alias, duas, que se fundem numa só,dentro de meu peito.Seja ao sol da manhã ou a luz do refletor, a turma é mesmo boa, é mesmo da Fuzarca.Eu faço parte dela.Eu sou do clube tantas vezes campeão, de raça e coração, de títulos e glória!Sou a paz, a esperança e o vigor, sou a torcida gritando gol! Salve o Sport, o Leão do Norte, pois quem espera sempre alcança.E não me importo se o presente indica uma fase indigna de quem possui a tradição que essas 6 cores têm.Ledo e ivo engano dos que assim pensam.Se tenho uma certeza nessa vida, é a de que vim a esse mundo pra torcer, vim pra gritar...e por você a vida inteira eu vou cantar: CAZÁ CAZÁ CAZÁ!

'O resto é mar...'

E daquilo que mói aqui dentro, todo e qualquer cruel retrato de amor, só resta a vontade, de insistir no que sacramentalmente, meu coração sentenciou como certo! Posso estar enganada, mas vai convencê-lo do contrario...Ah coração



'...É TUDO que não sei contar...'
Ah se eu te contasse...

E quando eu me perdi...

...foi quando eu te encontrei! Eu sou livre para amar e é disso que o amor é feito: liberdade!Liberdade para saber enxergar que não é estar perto, o significado de 'querer bem'!É querer bem, para que em cada despedida, o amor cresça, à espera do próximo encontro, fortuito ou não! Quem sabe? Será a espera dele...
É não esperar nada em troca! É saber que ele é gratuito e livre de cobranças! Que o amor não se guarda no coração nem no peito, mas em qualquer lugar que ele possa ir, e voltar, trazendo junto os selos dos lugares por onde passou!
É se render, se doar e se rasgar de dor! É saber que não será pra sempre um caminho de terra fertil, mas de asfalto também! E mesmo de lá, poderá brotar vida...É se render por onde não há vergonha, é se doar por saber que o amor 'se basta em si' e é principalmente dor! Simplesmente por ser amor...
É o dia do casamento! É acordar junto! É roncar e amar, é amar e fazer amor! É perdoar,pois só sabe o que é amor, quem um dia ja perdoou! E nem sempre é de graça! Não é uma receita pronta, não é um óbvio...nem algo dado como certo: é improvavel! É impossivel as vezes, e é incerto...
Do contrário, tudo seria o paraíso e nao, amor!
Mas o amor, não é o paraíso? Não, não é...

'...e a saudade é um lugar,que só chega quem amou...'

Falar um pouco, e um pouco mais!

A redundância é mesmo uma coisa incrível.Principalmente quando alem de necessária, é repetitiva.Passamos a vida a repetir cenas e situações que você diria numa outra ocasião, não mais fazer.E por que insistimos? Porque não dá para aprender, sem ser ridiculamente repetitivo.
Repetimos os amores de escola
Repetimos de ano
Repetimos os erros do ano passado
Repetimos as tendências da moda, a cada ciclo à La Channel.
E a cada nova tentativa, nos tornamos hábeis a acertar.E por que não conseguimos?
Nem me diga que é vicio da vida, ou por quê alguem lá em cima conspira contra você!A culpa é sua,tão doce e somente sua, culpa! Você não precisa prometer ao mundo inteiro que NUNCA MAIS fará isso, que tal apenas o 'tentarei não fazê-lo'?Dispensamos pessoas legais só porque não usam o tão sonhado Jeans 36 que pintam por ai.Ela faz Direito mas talvez não faça tão direito como aquela que faz nada, ou quase nada.Certamente ele nem é tão bonito, mas é incrivelmente fofo quando de madrugada, envia um torpedo somente pra dizer que o sonho de 5 minutos atrás com você o fez acordar suspirando.E por que cargas d'agua não nos apaixonamos por pessoas assim?
Talvez porque como eu, você tenha tendencia ao fantasioso.Ao ilusório, ao repetitivo!
Àquilo que você sabe que não dará certo, que por mais que tente, será sempre impossivel, ou simplesmente 'dificílimo'.Que no ano passado, você tentou de forma ímpar, com unhas e dentes, e deu com a cara na lama.Tudo isso, esse efeito repetitivo, talvez tenha somente a intenção de te fazer enxergar, que errar é humano, mas permanecer no erro, não é apenas burrice: é estado de insanidade cósmica!Viva o amor!