segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Caro Core!

  Tenho a sensação de que é pra ser
E que quando chega a ser, é pra fazer sentido!
Sentido esse que se sente, até chegar num destino
que em tempo algum, sorriu mais que um menino!

Se o amor é então, um conto em prosa
que me brilhe somente a escuridão
Pra ver de perto todo o segredo que se esconde,
dentro desse compassivo coração!

Te amo, amor!

Um comentário: