quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Sexo e outras bobageiras


  Eu tenho dois ouvidos graças a Deus. Herdei da evolução de Darwin a capacidade de interligar o mundo comigo através deles e estes são receptores de tudo aquilo que interage [ou tenta] comigo. Infelizmente, mesmo com o porte das micro-cartilagens com um lay-out bonitinho, Deus não instalou um ítem que se fosse de série, me faria a benfazeja de evitar a poluição da minha massa 'encefálica' com disparates sem tamanho, tais quais os que ouvi hoje.

  Uma amiga me falou que the first time de uma mulher deve ser especial. Concordei, até porque se essa 'primeira vez' for feita com um príncipe ao contrário, tipo o Alexandre Frota, poderá traumatizar a xana garota pro resto da vida. Realmente, Kaká: a primeira noite deve sim ser especial.

  A partir dai, fui dialogar com uma outra amiga sobre isso, e eis que ela me solta a pérola mais problemática de todos os tempos.

"A virgindade é uma obrigação e Deus pune as mulheres que não seguem isso"

Eaaaaarrrrrrrrr [onomatopéia de freio] : Deus pu...o que?

  Desconheço esse Deus que manda pro inferno uma garota que se entregua ao namorado/marido/amante por amor. Acho que o pecado está na capacidade de alguém em ferir, manipular, interferir negativamente na vida do outro, e isso é o tipo de coisa que se houver prejuizo, é próprio. Não concordar com a banalidade em cima do sexo não me torna idiossincrática a ponto de achar que irei pro inferno no dia em que for pra baixo de um céu de estrelas e eu teria probleminha se acreditasse nisso.

  Dai, eis que ela se supera e discordando de tudo o quanto eu dizia [sempre embasando os argumentos nos versículos que o pastor ensaiou] mandou um...

''por isso você é solteira! Não será nunca uma princesa !''

Eaaaaaaaaarrrrrbmmmmm [onomatopéia de freio zicado] : eu não serei nunca o que?

  Se você acha que ser princesa é ter um namorado que decora o Al corão com você dentro de um antigo mercadinho ou farmácia que agora recebe uma placa prometendo desencravar unha e espantar espírito, então realmente eu não serei NEM quero ser uma princesa. Sinceramente cara, eu dispenso essa vida de Cinderela, Rapunzel ou Branca de Neve. Minhas unhas [embora eu já tenha #FAIL num casamento com elas] estão sempre bonitas e não tenho vocação pra piniqueira feito a Cindy. Rapunzel usava mega-hair e descobri que isso causa alopécia e que in natura é such more sexy [ui,nega!]. Branca de neve era bulímica e eu gosto mesmo é de comer. Fica você com seu conto de fadas enquanto eu caio na dura [sem trocadilhos again] realidade. E se querem mesmo saber, se é pra ser princesa, que seja a Princesa Sarah, que passa o dia montada no Cavalo de fogo!

Nenhum comentário: