sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

''Hein?''

 


Alô?
Oi!
Quem é?
Sou eu, o seu amor, Baby!
Ah, oi, tudo bem?
Não gostei do 'ah'! Tudo indo, e com você?
Tá indo também. Naada de diferente!
Err, bem, eu te liguei porque tenho uma coisa pra te contar...
Hmm...
Eu nem sei por onde começar!
Pelo começo!
Engraçadinha!
O que você disse?
Nada...
Hm...
Então, como eu ia dizendo, nem sei por onde começar, mocinha!
Eu ja sugeri que...
É, eu ja ouvi isso!
Então fala, ora!
É que hoje, mais cedo, encontrei uma de suas cartas no meio de um livro meu...
Hmmm...
Esse 'hummm' foi profundo,mocinha!
Costumeiramente, gosto de dar enfase ao ''hummm''
Hmm, agora virou poetisa?
Sempre fui! Você que estava sempre ocupado pra enxergar!
Desculpa! Você não sabe como foi dificil ter que admitir e criar coragem, hoje!
Coragem?
É!
Para que você precisa de coragem?
Pra te dizer o que ensaiei o dia todinho!
Então comece!
Nossa, como você ficou fria!
É a chuva...
Hmm...a chuva? Sei...
Bem, acho melhor você...[interrupção]
Então, esses dois anos de residencia, me fizeram ver, que a aspiração pra crescer de vida, ou o que eu acreditava que seria essa ascenção, não significam nada, sem que você esteja comigo!
Hein??
Deixa eu continuar...
Hmmm...
Eu conheci outros mundos, outras culturas e outras pessoas. Beijei muitas mulheres, transei com mais ainda, e percebi que eu só queria que você estivesse ali...
Hmm...
Eu pensei em mandar uma carta, mas fiquei com medo que não respondesse...
Certamente não responderia!
Nossa, você me odeia tanto assim?
Não! Simplesmente to me mudando...
Sério?
Anham!
E pra onde vai?
Vou pra Costa e Lins.
Hmmm, e vai morar com quem, posso saber?
Sozinha.
Opa! Posso te visitar um dia?
Não!
Poxa, por que não? Eu sabia que me odiava!
Não é isso, é que eu estarei mais tempo em Recife do que em João pessoa...
Isso é otimo! 'Eu voltei, recife...'
Bom pra você!
Gostaria muito de saber o que você pensa sobre isso que te falei...
Penso que você refletiu e viu que sou mesmo a mulher da sua vida...
Nossa! Isso mesmo!
Anham...
Poxa Kah, sabia que o que sentíamos não havia acabado!
Eu não me recordo de ter dito que ainda te amava!
Uai, você não disse que é a mulher da minha vida?
Anham, eu disse!
E então?
Falei que você percebeu isso...
E?
E que bom que você agora, já tem parâmetro pra escolher, posto que me trocou por umazinha que sinceramente viu??...
Escolher?!
É, escolher!
E você não vai voltar pra mim?
Não!!
Nem se eu disser que te amo?
Nem se porco criar asa!



''Onde será que deixei as chaves do carro?'' - Pensou enquanto desligava o telefone  e continuava varrendo a sala.
Ele, chorou baixinho, percebendo que ela já não habitava mais o outro lado da linha.
Triste,não?



Nenhum comentário: