quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Essa coisa toda de amar [parte 1 - Cris!]



A Cris é o tipo de garota a qual eu admiro, e eu não vejo mal algum em admirar um ser do mesmo sexo, desde que esse tenha atributos pra tal. Além de bonita, ela tem personalité. Certamente qualquer garota se sentirá ameaçada com a presença de minha amiga, num recinto onde a disputa por atenção seja válida. Ela preenche com inteligência, o que as outras apelam para a bunda, e há quem diga que somente isso resulta numa ligação no outro dia. Eu aposto na desenvoltura e charme dela.
Mas embora ela seja tudo isso e mais um pouco,o que está em questão aqui verdadeiramente, na criação deste Post, não é a rasgação de seda, e sim, como uma garota tão inteligente consegue ser tão descrente. Tudo bem, o amor não é tão facil de acontecer como ganhar do Flamengo, mas, será mesmo que perderam-se as cargas positivas de sentimentalidade, ao longo do desenvolvimento humano? Trocando em miudos: o amor acabou?
Eu discordo, minha amiga. O amor existe sim, e como! Talvez você e eu não tenhamos sido muito agraciadas ou tivemos muita sorte nesse aspecto o que foi amplamente compensado na inteligencia , mas, isso não quer dizer que um dia, num acidente bobo de transito, fila do banco, estádio de futebol de preferencia jogo do Flu ou sei lá onde, você não encontre o alguem cujas caracteristicas te remetam ao singelo formato de perder o sentido, ganhar frenesi, entrar naquele ''pânico'' gostoso de quando se está apaixonada ou simplesmente, como diriam os cientistas, te façam produzir Oxitocina em grandes quantidades. Sempre existirá um alguem pronto pra você? Talvez não, mas sei que existe um cara que com certeza, te fará cantar Luiz Caldas:
'Eu queria ser uma abelha pra pousar na sua flor!! Haja amooor...haja amor!'

E verberando mais um pouquinho sobre isso, eu diria que essa coisa toda de amor, tem hora e lugar pra acontecer. Não é que você vá passar a vida inteira esperando acontecer, mas também não concordo que deva dedicar tempo a dar cabeçadas em relacionamentos que possivelmente só te darão herança negativa. Dai surge a pergunta: e como saber se um 'lance' é 'furado' ou não?
É simples...
Quando está dando, é porque tem fundamento. Se te faz perder tempo, sai dessa!
Simples não?
Posso estar redondamente enganada mas, penso que quando a coisa é boa, é que nem chocolate: você sente sempre vontade de comer novamente. Não coma, se por exemplo, o chocolate estiver com gosto estranho, azedo ou sei lá o que, só porque é Chocolate. No amor, é exatamente isso. Não é porque você ama, que deva insistir numa coisa, a qual nitida e notoriamente, te faz entrar em dubios pensamentos acerca da continuidade.
Quando é bom, é bom e pronto! Não deixa margem pra duvida!
Quando é mais ou menos, insistimos pra ver no que dá...
Quando é mais ruim do que bom, vira aquela voz no fim do programa dos Teletubies: tá na hora de dar 'Tchau'...

2 comentários:

Bono Boxxx disse...

Luiz caldas ein..........

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkk Só tu mesmo heim...
Cada idéia, frases... ai ai ai...
Concordo quando fala: "Quando é bom, é bom e pronto! Não deixa margem pra duvida!
Quando é mais ou menos, insistimos pra ver no que dá...
Quando é mais ruim do que bom, é que nem aquela voz no fim do programa dos Teletubies: tá na hora de dar 'Tchau'..."
Rose