terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Love Profusion


Eu quero você! Perder a noção da hora e te amar sem culpa
Começar a sonhar
Romper com o mundo
Te fazer rei de meu mundo
Confundir as intenções...
[mentira]

Achar o lar
Perder a ordem
Fazer amar
Me enlaçar!
E cair em você!
[mentira]

Te fazer sabedor
do nosso destino!
Te fazer menino e me fazer mulher
E na varanda, alguma coisa escura
esconde dos olhos
O que no corpo já foi dito!
[mentira]

Arder em chamas
Doer na dor,
Fazer de ti, do rio a salvador
Dono do meu estranho amor
que te renega
Posto que te quer
E numa esquina, tal perfume de mulher
Te atrair nessa profusão!
[mentira]

E se ao te conhecer
Dei pra sonhar, agora,
Peço que entenda que o meu amor de nada vale!
Somente deixe que eu escreva
os meus versinhos,
onde eu me deleito,
e no meu quarto, algum detalhe esqueço
Dessa minha forma...
Desse meu estranho amor!
[E quanto a esse, lhe concedo o beneficio da duvida!]

Nenhum comentário: