sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

meu amor...

O que eu vejo é garra!
O que eu sinto é amor!
O que eu ouço, é paixão!
Eu respiro essas cores desde que vim parar nesse mundo. Tradição, fidalguia e respeito, acima de tudo! Vejo o maior do mundo, se enfeitar, para ver meu time jogar, com as cores que somente um campeão pode, e deve, vestir! Passando no verde e chegando no grená! Ah esse branco. Esse branco que me acalma, quando a peleja aperta, quando dos bancos do campo aos assentos de casa, a emoção rola...
Aperta o coração, aperta a alma, aperta a garganta...
Aperta porque estão sempre milhares em alerta, para ver o Fluminense jogar e coroar com garra,amor e paixão, uma torcida que em uníssono, canta com emoção! Parafraseando uma certa canção, é meu maior prazer, vê-lo triunfar , mas não de forma desleal,como nosso arquirival, posto que somos primeiros vencedores, para depois sermos campeões.Surgiu uma nova forma de ganhar: O jeito FLUMINENSE de derrotar!
Suportando limites pessoais, é que impomos o placar adverso ao adversário
Explorando os medos, as impiedosas formas de se arbitrariamente, apitar...
Mostrando um novo jeito
um Novo conceito
Uma forma de inovar!
Surgiu um novo aspecto para o Brasil
O jeito FLUMINENSE de ganhar!

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Mc 4:21-25

Os melhores amigos são os bichos! Disso eu tenho COMPLETA certeza!! Minha vira-lata, a qual acolhi na rua, nunca falou mal de mim, para se dar bem com ninguem. Nem tão pouco, meu outro cachorro, o poodle Kito, precisou contar meus segredos pra alguem, na intenção de se fazer gente. O que falar então da Julie, a Maltês [minha e] do Agent, que sempre fora tão doce.Os bichos são fiéis em seus circulos de amizade. Isso é fato!
E gostaria muito de saber o que ''Deus quer de mim''. Levando isso em consideração, pude perceber que os acontecimentos ultimos de minha vida, me fazem pensar em desistir de levar a frente muitos de meus planos, e aqui não vai nenhuma referencia a faculdade ou emprego: to falando da vida, aquela que a gente tem!

Não deve ser normal, termos um circulo de amizade 100% honesto, mas de fato, também não é nada verossimil que tenhamos um circulo de 01% apenas, formado por pessoas bacanas. É normal, sermos apunhalados sempre, e pelas costas, pelas pessoas as quais você debita toda e qualquer forma de confiança? É normal, sermos apunhalados pelas pessoas as quais passamos a vida toda convivendo junto, crescendo junto, formando o mesmo círculo de amizade?

Pois bem, se é, eu não sei, mas a partir de agora , no meu mundo, isso passou a ser regra. E se nem nos amigos eu posso confiar, em quem eu posso??

A decepção leva a gente a pensar que tudo está errado e que esse mesmo erro, pode, acima de tudo, estar dentro da gente! Partindo desse pressuposto, é que digo, que hoje, fechei o meu mundo para balanço, e irei reavaliar os produtos internos. Não quero mais nada que seja bruto!!!

E quanto a Deus, ele me diz:

“Prestai atenção no que ouvis: com a mesma medida com que medirdes, também vós sereis medidos"

E pergunto: é assim então? Nos atiram pedras e temos que fingir que nada aconteceu?

Cara, tô chateada demais pra não medir com dureza

Foi mal ai!

domingo, 24 de janeiro de 2010

Tem?, Tem!


Um versinho feliz
Pra você guardar lá dentro
Com gosto docinho
Com jeito bobinho
Feito por uma boneca

Um versinho latente
Pra você ler antes de dormir
Com jeito contente
Com gosto inocente
Feito por uma Pequena

Um versinho bonito
Sem horário de verão
Cá dentro não tem pressa
Somente espera
Guardado no coração
Feito por uma princesa
Trancada num porão


O que é que a baiana tem?
Tem jeito enrolado? Tem!
Tem gosto invocado? Tem!
Tem um bom rebolado? Tem!
Tem olhos dificeis? Tem!
Tem beijos incriveis? Tem!
Tem graça como ninguem!!
Tem cama quadrada? Tem!
Tem unha encravada? Tem!
Ronca e fuça? Tem!
Nariz entupido? Tem!
Dirige a perigo? Tem!
Sem graça, fica como ninguem!!
Tem dedos compridos? Tem!
Tem sonhos esquisito? Tem!
Tem volta redonda? Tem!
Tem pulseira de barcelona? Tem!
Tem ouro na bolsa? Tem [tem??]
Um time campeão?! Tem![Tem!!]
Um belo bundão? Tem!
Um gás estonteante tem? Tem!
Uma mente brilhante? Tem!
Uma modéstia incrivel? Tem!
Quando você estiver cansado da saudade,
Caia por cima de mim!
Caia por cima de mim!
Porque a baiana aqui
Vai com você pro bonfim!
Vai com você pro bonfim!
Sou uma morena sem fim
Tenho bordados assim
E pretendentes? enfim!
Mas eu só quero _ _ _ _ _ _!
O que é que a baiana tem?
Saudades de ti?
Tem...como ninguem!!

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Até um dia!


Acabou!
Sem mais nem menos, acabou!
[E nem sabia que algo assim daria para acabar]
mas acabou mesmo!
Com 0% de juros, eu te deixo ir
Sem pagar a conta
Sem deixar amor.
[Talvez nem fosse amor]
Sem travessuras,
Pode levar a gravata
e o resto do laço de fita,
[o resto dos sonhos!]
Todos os souveniers
Toda a conquista
Todo o calor.
Pode voltar pra lá
Pegar o bonde do destino
Se deixar levar nessa onda
Virar pro outro lado
Ir embora!
Até um dia!
Não pense mais em mim
Nem em nossos sonhos estupidos
Perca o passado
Sem perder a noção da Hora
Pois tudo isso é de graça!
Agora não importa mais se você se importa
Se você contou as horas pra me fazer saber
que do seu lado
[o de dentro]
existe amor!
O perfume acabou
O vinho, o encanto...
Passe aqui e leve somente seus anseios,
Não se preocupe com a chave,
Nem com o cachorro!
Agora, eles não importam mais!
Sei que está chovendo
e não me culpe por não te dar abrigo.
Eu me lembro que já quis te fazer menino
E você fez questão de negar...
Não toque a campainha!
Faça menos barulho
Agora, talvez tenha outra pessoa dormindo,
Passe somente amanhã
Quando tudo estiver aceso
Quando não houver escuro nem lamento.
Aproveita que minha boca saiu de suas mãos,
Meus pulsos que não mais voarão
No teu hangar.
E quem sabe então,ficará mais fácil?

No fim, tudo dá certo!
Boa sorte!



quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Tá?


A = [eu]
B = [você]
C = alguém
Se B + C = X
E se B - C = A + B
E A + B = X²
(B+C) . (B - C) = A + B
X . (A + B) = A + B
AX + BX = A + B
x (A+B) = A+B
X.X² = X²
X³ = X²


V = V?

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Baby,you can drive my car


Eu não gosto dos óbvios!
O cliché não me atrai.
Perder é um chiste e
Sem preço, não compro!
Acho que a vida pode ser muito melhor, com muito mais senso de humor
E uma pitada de risadas!
Ter cara de guaxinim de vez enquando é bom,
O que não pode, é ter uma sempre!
Sou inconstante,
Dos acasos, dou risada!
As vezes fria
As vezes comedida
As vezes, exótica
Por que não erótica?
Quem sabe?!
Não sou boa com obrigações
Mas gosto quando elas me obrigam a ser eu mesma
Gosto da lua e das estrelas...
Vivo na lua...
Pereço na lua...
Adoro as estrelas [até quando são artificiais, em cima da cama, no teto da sua!]
Amo amar...
As vezes você pode me achar tonta,
Boba, lesa, quem sabe
Mas não esqueça que são esses trejeitos responsáveis por minha estada em você
Não dirijo mal,
Não chamo tanto palavrão assim
[ou chamo?]
O que importa são as cores de meu nome!
Sou do tipo que te quer
Mas não te quero por obrigação,
Te quero, por querer
Posto que você já vive aqui
Posto que eu já vivo em você!
Posso dirigir seu carro?

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Love Profusion


Eu quero você! Perder a noção da hora e te amar sem culpa
Começar a sonhar
Romper com o mundo
Te fazer rei de meu mundo
Confundir as intenções...
[mentira]

Achar o lar
Perder a ordem
Fazer amar
Me enlaçar!
E cair em você!
[mentira]

Te fazer sabedor
do nosso destino!
Te fazer menino e me fazer mulher
E na varanda, alguma coisa escura
esconde dos olhos
O que no corpo já foi dito!
[mentira]

Arder em chamas
Doer na dor,
Fazer de ti, do rio a salvador
Dono do meu estranho amor
que te renega
Posto que te quer
E numa esquina, tal perfume de mulher
Te atrair nessa profusão!
[mentira]

E se ao te conhecer
Dei pra sonhar, agora,
Peço que entenda que o meu amor de nada vale!
Somente deixe que eu escreva
os meus versinhos,
onde eu me deleito,
e no meu quarto, algum detalhe esqueço
Dessa minha forma...
Desse meu estranho amor!
[E quanto a esse, lhe concedo o beneficio da duvida!]

Dont worry, you're not the only one!


E eu estarei lá
quando a luz se acender
E quando a hora tardar.
Quando a sua mão escapar
E passear sobre meu corpo!
.Pensamentosfrasescompostasdepuro.luxoepura.luxuria
Será nessa hora
Qual o encanto aparece
Deixando pra lá
Os problemas de lá
As horas de lá
.Vontadeloucadetedarumbeijoetematardetesão
Que eu te por quando em vez
Sem porquê nem talvez
Na tua boca eu vou estar
No teu corpo eu quero estar!
.Mecome,mecospeemebeija.Fazdemimatuabandeja,ondevocemetetudo!
Apaga as luzes
Esquece o que foi
E o que será!
Amanhã é uma incógnita
E hoje, é somente,
Um talvez!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

A Projeção!


É normal, partindo do princípio do desconhecido, formamos uma projeção acerca de alguem?
SIM! É!
Na maioria das vezes é isso que fazemos quando conhecemos alguém, seja na fila do banco, na boate ou na Internet.
O que, em geral acontece, é uma descaracterização verdadeira do ser para o surgimento de uma projeção a qual, normalmente, só existe em nossas mentes.Passamos a atribuir virtudes as vezes até incoerentes com a personalidade do outrem em questão,por pura necessidade, fazendo com isso, que um comentário, atitude ou falta da mesma ocasione numa decepção homérica.
Mas de onde vem isso? Há quem diga que foi engano...
Eu atribuo a carência ou o excesso de segurança no taco de voodoo ou medium. Ninguem é exatamente a forma como pintamos que seja. É como o fã que confunde o Artista com a Pessoa do artista, se decepcionando veemente quando o mesmo o ignora, não tratando da maneira como esperava. Não podemos depositar nossa ansiedade em cima de alguém, como uma tábua de salvação, e esperar que isso venha a ser vivido pelo objeto de nosso desejo: o outro. As vezes nós nos apaixonamos mais pelo fato de estarmos apaixonado por tal pessoa, do que realmente pelo ser em questão! As vezes é uma questão de querer tanto amar alguem, que sonhamos com aquele ser ideal, ao depositar tal chama num alguem, somente 'parecido'. Não tem que ser necessariamente esse! Não obrigue-se a moldar-se num alguem apenas retráctil.. As vezes, é apenas uma questão de se soltar um pouco, e conhecer outros ares, pessoas...Tem mais vida lá fora...


Now i am #26

sábado, 16 de janeiro de 2010

This is the rhitm of the night!

Deixa pra lá as horas e as obrigações
A noite começou e trouxe junto todo o encanto da sua presença
Não me importo de estar assim,
Desregrando o tom
Desfazendo tudo!

Deixa eu decidir se tô errada
Por desfazer as malas
E dar o tom exato, de me fazer necessária quando for
chegada a hora, de terminar sua estada!

Não tô te pedindo nada...
Apenas pra fechar as portas!

Deixa o corriqueiro
O obvio e o incerto pra lá!
Na verdade não existe regra pro que ainda está pra chegar
Ainda é cedo pra lá e advinhar é um chiste!

Passa a mão aqui!
Naquilo que é latente,
Não toca no silencio
Nem no falso céu de estrelas
Não há porquê estragar o silencio!
''Enjoy the silence!''
Como você costumava se encantar na infancia...

Esse é o ritmo da noite que virou dia
de tão pequeno o espaço que deu para ser
aquilo que se faz necessário
na falta de uma ponte pra te inserir novamente

Não te peço nada,
Somente pra atrasar as horas de quando em vez!
E vir me visitar, nesse estranho ser hostil
Posto que vive com medo,
De virar ainda mais, febril!
[Qual iracema foi no ritmo daquela nossa noite!]


like a soap bubble

Você precisa respirar, para se manter vivo. 22 anos depois e entendi o que isso significa, sem os arrodeios da paixão pelo ''sofrimento para crescimento''. Quando você se tranca na caixa, a luz não entra, e por consequencia, os benefícios por ela trazidos, também tendem a permanecerem escusas, proliferados no nada! A liberdade é apenas o ritmo alcançado por aqueles que se desprendem da rota predileta pelo consenso. E é justamente disso que estamos falando: respirar!

Respirar pro pulmão saber que existe vida lá fora, e que com um pouquinho de contração, podemos pô-la cá dentro. Vai doer, claro! As células não estão acostumada com essa carga de oxigênio, antes imposta pela placenta, mas é justamente essa dor que faz com que comecemos tudo!É a arte de inspirar, para inserir em nossas vidas o magnetismo bonito de se sentir feliz, e fazer com que as demais coisas dêem certo! É como descobrir o nome da musica, a qual passamos a vida inteira querendo saber, mas que por motivos de falta de percepção ou vontade, ficou para trás! Talvez você não tenha uma musica assim...

Talvez você não tenha algo pelo qual passou a vida galgando...
Almejando...
Mas pode ser que tenha, a partir de agora:
LIBERDADE!

Entende do que falo?
É só uma questão de decisão!


E aqui 'jaz' um conselho:
Você não precisa, precisar!
Não imponha a ninguém, a obrigação de cuidar de você! De ser necessário à sua existência!
Você só precisa, querer! Já basta!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

She said 'au revoir'


FODA-SE!!!

Tô sem vontade de escrever!
Até um dia
Au revoir