quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Fatos


Não me importar com você é sadismo



Sadismo próprio, peculiar



Àqueles que amam sem medida



E sem medo de amar







Não me importar com teu amor



É insanidade, é martírio



Posto que te amo, não como eu deveria



Mas como tudo que te é bom



E que te faz feliz a cada dia





E esse amor



Que não sei de onde



Nem de quando...



Que não sei o nome



Que não consigo esquecer!





É fato...



É algo além do que eu queria



E isso é fato



Dos fatos que eu vivia



É uma espécie de moderação



preocupação



consolação



Com tudo que vive em mim


Depois que em mim, você veio viver
Com seu rosto lindo
Mais bonito, que a vontade de te ter
E esquecer
Que um dia na vida...
Não tive você!!!

Nenhum comentário: